Você está aqui
Home > Carreira > Como orientar e superar as expectativas do turista de compras?

Como orientar e superar as expectativas do turista de compras?

turismodecompras

Para atrair e fidelizar um cliente cujo objetivo principal é viajar ao exterior para compras, as agências de viagens devem identificar os itens imprescindíveis – hotéis bem localizados e próximos a centros de compras; serviços de traslados para os principais centros de compras. 

O segredo é antecipar necessidades oferecendo roteiros day-by-day, cupons de descontos e indicar as melhores lojas e shoppings no destino, orientar sobre os impostos locais são algumas dicas importantes e desejadas.

Independentemente das compras, o roteiro destes viajantes também deve ser complementado com roteiros turísticos interessantes para conhecer os principais atrativos locais. Este perfil de cliente geralmente também aprecia a gastronomia e as atrações noturnas.


O que é preciso saber na chegada ao Brasil
Não são raros os casos de turistas que cometem exageros em viagens ao exterior, comprando acima do esperado (e do permitido por lei). É papel do agente de viagens informar ao cliente sobre a legislação e as regras aduaneiras da Receita Federal, o que pode ou não ser trazido para o Brasil e as salgadas tarifas cobradas pelas companhias aéreas caso haja excesso de bagagens. 

  • O viajante pode trazer – sem que haja tributação – até US$ 500 ou o equivalente em outra moeda quando ingressar no país por via aérea ou marítima;
  • São permitidos 12 litros de bebida alcoólica e 20 unidades de pequenos presentes ou souvenirs com valor unitário inferior a US$ 10;
  • Freeshop: o viajante tem direito a adquirir mais US$ 500 em produtos isentos de impostos na chegada ao Brasil.

Para saber mais, a Receita Federal disponibiliza informações mais detalhadas no seu site.


Bagagem
De acordo com a legislação vigente, Portaria N.º 689/GC5, de 2005, da Anac, é permitido ao viajante em voos internacionais duas malas com até 32 kg cada. É permitida também uma bagagem de mão, em média com 10 kg. Mas, é variável segundo a política de cada empresa aérea. O peso excedente da bagagem despachada é tarifado em 1% (um por cento) sobre a tarifa aérea básica aplicável à etapa, por quilo em excesso. 

Para maiores informações sobre bagagens acesse aqui as informações disponibilizadas pela ANAC.

 

facebook-profile-picture
Antonio Moreno
"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem" Consultoria e Assessoria. CEO do Grupo Tradeclube Soluções. E-mail: antonio@tradeclubenetwork.com WhatsApp: 55-21-98117-2011
http://www.tradeclubenetwork.com

Deixe uma resposta

Top