Organize as contas de sua agência – Parte 3

Qual é a melhor maneira para conseguir um controle efetivo sobre o caixa de sua agência?

O Caixa é o ponto mais sensível de sua agência. É o caixa que sinaliza, em última instância, se a sua agência está saudável financeiramente ou se está entrando na UTI. É por meio do controle do caixa que você vai identificar se abre ou fecha as torneiras das despesas.

É necessário que você tenha um controle diário, e no final do dia, você precisará saber quanto entrou e quanto saiu, para avaliar se terá dinheiro suficiente para honrar os pagamentos no dia seguinte ou até para saber se deve aplicar o dinheiro para ganhar alguns trocados a mais, que sempre são bem-vindos.

Para organizar o seu caixa existe uma tabela própria, desenvolvida por profissionais do ramo, que é tecnicamente chamada de planilha. Ela facilita, e muito, o seu trabalho de controle de caixa. Nesta tabela, você deve registrar todo o movimento de entrada e saída de recursos de sua agência. Assim, você poderá saber exatamente quanto dinheiro tem em caixa no final de cada dia de trabalho.

Você deve fazer uma lista em que discrimine, por exemplo, os valores que recebeu em dinheiro (cash), em cheques, em cartões de débito e de crédito, inclusive pré-datados. Além disso, deve incluir o valor que deixou no caixa para troco no dia anterior e quanto vai deixar para o dia seguinte. É necessário anotar, também, os pagamentos e os saques realizados no dia.

O controle dos pagamentos e dos recebimentos é outro ponto importantíssimo. Ele permite que você saiba exatamente qual é o seu fluxo de caixa, ou seja, se há dinheiro suficiente para saldar compromissos futuros. Se não houver recursos disponíveis, mas você efetuar um controle eficiente, ainda terá tempo de buscar uma solução.

As contas a pagar devem incluir todos os compromissos de sua agência: pagamentos a fornecedores, funcionários, impostos e outras despesas do dia, da semana, do mês ou do ano. No caso de contas a receber, é a mesma coisa. Você deve anotar todos os seus recebimentos, como vendas de produtos/serviços que serão pagos a prazo e uma estimativa de quanto deverá entrar de “dinheiro novo” no seu caixa por contas de vendas futuras.

Modelo de planilha para controle diário do movimento do caixa:

 

Se você ainda não viu os artigos anteriores em relação a esse assunto, você pode acessá-los aqui:

Organize as contas de sua agência: Parte 1 e Parte 2

Nosso próximo assunto:

Você provavelmente já ouviu falar de capital de giro, aquela reserva financeira que lhe permite honrar seus pagamentos em caso de imprevistos acontecerem. Portanto não perca o nosso próximo post… Até lá!

 

 

facebook-profile-picture

"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem" Consultoria e Assessoria. CEO do Grupo Tradeclube Soluções. E-mail: antonio@tradeclubenetwork.com WhatsApp: 55-21-98117-2011

Deixe uma resposta