Você está aqui
Home > Categorias > Os Aplicativos Móveis e os Destinos Turísticos

Os Aplicativos Móveis e os Destinos Turísticos

O impacto da tecnologia no cotidiano, por meio do acesso às redes sociais e dispositivos mobile, desafia os destinos turísticos a estarem mais integrados ao meio digital.

Constata-se que a intenção da utilização de aplicativos de turismo em smartphones influenciam os consumidores positivamente antes, durante e depois da viagem. Afirmando que durante o processo de planejamento, a realização da viagem e a experiência no destino, o acesso à informação em tempo real por meio do smartphone ou outro aparelho inteligente móvel, reflete-se na aproximação do turista com o local. Identificando no consumidor um comportamento mais exigente na atividade turística, a busca por qualidade elevada para evitar transtornos durante uma viagem, quando passa a adotar opções inovadoras na procura por informações, no presente caso, os apps.

Esses avanços estão inseridos no conceito de Destinos Turísticos Inteligentes (DTIs), onde para um destino ser considerado ‘inteligente’ é necessário que faça vasto uso de tecnologias, singularizando e fazendo turistas conscientes do turismo e os serviços provenientes dele no destino, com a intenção de aprimorar a experiência de viagem, enquanto capacita a atividade turística com os dados gerados pelo setor no destino.

As cidades passam a configurar-se com uma nova estrutura relacionada à utilização da tecnologia de informação, com os aplicativos para dispositivos móveis gerando facilidades para a experiência do turista, na medida em que o destino possui um ambiente facilitado pela tecnologia, trazendo melhoria para o seu cotidiano.

No que diz respeito aos destinos, é preciso que as Instituições Públicas ofereçam acesso à Internet sem fio e que as empresas de comunicação disseminem de maneira mais acessível, dispositivos móveis inteligentes. Além desses fatores, é preciso levar em consideração um quadro completo que engloba o conceito de DTIs (Destinos Turísticos Inteligentes).

Esses aplicativos, também auxiliam para o desenvolvimento de atividades na destinação, como por exemplo:

  • Compreensão dos trajetos dos turistas.
  • Interpretação do comportamento e das percepções dos turistas.

Exemplos de aplicação:

  • Controle das filas de espera durante eventos.
  • Mudança na programação de eventos em função da meteorologia ou da poluição.
  • Envio de informações sobre transportes.
  • Colocação de telas informativas na recepção dos hotéis.
  • Oferta de lugares nos estacionamentos.
  • Podem existir plataformas ou aplicativos onde o visitante deixa seus comentários e suas impressões sobre a estadia.

Os destinos possuem potencial para desenvolverem o turismo de maneira ‘inteligente’ por meio da interligação da informação em todas as esferas da localidade proporcionando uma experiência única para o turista e uma qualidade de vida mais elevada ao morador local.

Artigos anteriores:

Os Aplicativos Móveis e o Turismo

Os Aplicativos Móveis e o Consumidor de Turismo

Os Aplicativos Móveis e os Profissionais de Turismo

 

facebook-profile-picture
Antonio Moreno
"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem" Consultoria e Assessoria. CEO do Grupo Tradeclube Soluções. E-mail: antonio@tradeclubenetwork.com WhatsApp: 55-21-98117-2011
http://www.tradeclubenetwork.com

Deixe uma resposta

Top