Você está aqui
Home > Segmentos > Turismo gastronômico

Turismo gastronômico

Antes considerado uma vertente do turismo cultural, o turismo gastronômico vem se fortalecendo ao redor do mundo. Tal ocorrência tem gerado uma série de estudos sobre o tema.

Ainda não é possível definir com exatidão o turismo gastronômico, porém, alguns fatores são essenciais para quem quer aproveitar as oportunidades desse segmento: oferecer pratos típicos da região seja na forma tradicional ou em versões que não eliminem suas principais características; participação e interação com a comunidade e os costumes locais e, se possível, apoio de entidades públicas e/ou privadas.

De acordo com o relatório de Turismo Gastronômico da Organização Internacional de Turismo (UNWTO), da ONU, turista gastronômico é aquele que planeja suas viagens parcial ou totalmente pensando em experimentar uma nova gastronomia ou atividades relacionadas a isso. Além disso, o turista gastronômico possui algumas características consideradas marcantes por diversos estudos. São casais, com renda acima da média e com idade variando entre 30 e 50 anos. Geralmente, gastam de 50% do orçamento planejado para uma viagem com experiências gastronômicas.

No Brasil, a maioria dos turistas não seleciona um roteiro turístico pensando apenas na gastronomia. Isso é levado em conta, mas não é o que determina a escolha. A tendência é de que no médio prazo a gastronomia determine absolutamente a escolha. Veja alguns dados do setor:

  • 93,1% dos turistas da Copa do Mundo de 2014 avaliaram positivamente a culinária brasileira;
  • Atualmente, existem no Brasil 10 Encontros Internacionais de Gastronomia e mais de 10.000 encontros regionais;
  • O setor de gastronomia é responsável por 2,7% do PIB brasileiro e já motiva 40% das visitas ao País.

O turista gastronômico é motivado a conhecer a cultura local através da comida. Para ele, a gastronomia reflete a cultura, as tradições e os sabores de um lugar. A comida é considerada uma maneira gostosa e lúdica de entender um povo.

Portanto, se você quer introduzir um roteiro gastronômico em sua agência, recomendo algumas ações importantes:

  • Se quiser investir neste nicho, lembre-se de se esforçar para relacionar a gastronomia a um atrativo tipicamente local;
  • O turista gastronômico é exigente. Investir em capacitação e melhorias de infraestrutura e atendimento é essencial;
  • Faça parcerias com outros empreendedores locais, a fim de consolidar um circuito gastronômico e outros atrativos relacionados à gastronomia e à cultura local;
  • Fique atento a sites e aplicativos que atribuem notas e comentários sobre estabelecimentos, como forma de feedback e melhorias. Alguns exemplos: TripAdvisor, FourSquare e iFood.

 

Fonte: Sebrae Inteligência Setorial/Turismo

Agradeço pela sua leitura e fique à vontade para enviar uma sugestão, dar mais dicas sobre o artigo ou enviar uma crítica.

Paz, Saúde e Sucesso Sempre!!! Até Breve!!!

 

facebook-profile-picture
Antonio Moreno
"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem" Consultoria e Assessoria. CEO do Grupo Tradeclube Soluções. E-mail: antonio@tradeclubenetwork.com WhatsApp: 55-21-98117-2011
http://www.tradeclubenetwork.com

Deixe uma resposta

Top