Você está aqui
Home > Categorias > Turismo Histórico

Turismo Histórico

O Turismo Histórico traz oportunidades para o pequeno negócio se diferenciar e oferecer roteiros personalizados.

A história do Brasil é rica e muito abrangente. Foi palco de grandes acontecimentos sociais, econômicos e políticos e, também, berço de importantes personalidades artísticas e políticas e tem significativa contribuição cultural para o país.

Algumas cidades ainda guardam um tesouro magnífico sobre a história do Brasil, que pode ser descoberto através de suas arquiteturas, monumentos, personalidades e curiosidades. Atrações perfeitas para quem não dispensa roteiros culturais e históricos, sem abrir mão de muito charme.

Diante disso, apresentamos algumas dicas importantes para o pequeno negócio se diferenciar e oferecer roteiros personalizados contemplando o turismo histórico:

Conheça a história da cidade e busque informações como as datas importantes, acontecimentos relevantes, fatos curiosos, lendas, ícones históricos, personalidades, lugares com significativa memória para a cidade, entre outros. Para ter acesso a essas informações, pesquise na internet, em departamentos de turismo, universidades, bibliotecas públicas, jornais antigos e como os próprios moradores da cidade.

Tendo em mãos esses dados, elabore um roteiro diferenciado e considere várias opções para diferentes públicos e rotas. É preciso avaliar algumas particularidades, como:

Horários de visitação: Muitos centros culturais, como museus e bibliotecas, contam com horários diferenciados, por isso, verifique os dias disponíveis e inclua no seu roteiro. Pontos de atenção:

  • Atente para os horários pré-estabelecidos e divulgados na programação do roteiro, que devem ser cumpridos literalmente, ou pelo menos o mais próximo do previsto. É aconselhável colocar datas estimadas. Ex.: previsão de início – 8h. Previsão de término – 17h. Informar na programação que os horários poderão sofrer ajustes em função de condições climáticas, normas dos estabelecimentos visitados e/ou imprevistos.
  • Em lugares não abertos à visitação, verifique alternativas para que os turistas possam conhecer o local sem interferir na rotina.

Acomodação: Identifique se há locais para acomodação na região e sinalize aos turistas.

Alimentação: Faça uma lista de estabelecimentos para alimentação nas proximidades dos locais visitados.

Transporte: Verifique os meios de locomoção para os locais e ofereça alternativas.

Preços: Verifique a possibilidade de incluir no pacote os preços cobrados para visitação aos centros históricos, ou sinalize os valores antecipadamente aos turistas.

Atividades complementares: Verifique que outras atividades são oferecidas pela região, como festas populares, esportes radicais, galerias e shoppings, informando aos turistas as opções.

Restrições: Conheça as normas e impedimentos dos lugares visitados e repasse essas informações aos visitantes. Tenha conhecimento sobre datas comemorativas que inviabilizem o roteiro devido á aglomeração de pessoas.

Rota: As rotas escolhidas para chegar até os destinos definidos no roteiro devem ser interessantes e atrativas, mas ao mesmo tempo lógicas e práticas. Não desperdice tempo com idas e vindas desnecessárias.

Perfil do turista: Deixe claro a intensidade do roteiro, se será de fácil acesso e o tempo do percurso. Busque saber o nível de disposição do turista, e se há restrições, como por exemplo, pessoas idosas, gestantes ou crianças, que em determinados lugares são impedidas de frequentar devido à classificação etária.

Importante: verifique as limitações físicas dos visitantes para as atividades programadas do dia e, principalmente, para os lugares e/ou prédios históricos a serem visitados. Leve em consideração as disposições contidas na Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

Informações sobre o clima: Monitore a previsão climática. Muitos lugares históricos ficam ao ar livre, e esse fator é determinante para a disponibilização do roteiro.

Infraestrutura turística: Verifique a atratividade turística do local a ser visitado e se este possui a infraestrutura necessária para execução do roteiro. Ex.: sinalização urbana e turística, condições topográficas de ruas, estradas ou trilhas, centros de atendimento ao turista – CATs, entre outros.

Lojas de artesanato e de lembranças: Inclua na rota estabelecimentos que comercializem objetos que remetam à história da cidade.

Pontos de Atenção

Depois que o roteiro for finalizado, é importante testá-lo antes da comercialização, a fim de analisar os pontos fortes e fracos e efetuar melhorias, se necessário.

É interessante estudar o potencial consumidor, avaliar seu poder aquisitivo e se os preços praticados estão competitivos com os roteiros da concorrência.

Lembre-se: atualização constante, descoberta de novas informações, inclusão de atividades diferenciadas e oferta de rotas alternativas são elementos que contribuem para o sucesso do seu roteiro e permitem que ele esteja sempre atual e personalizado.

Aplique um questionário de satisfação junto aos seus clientes/visitantes, a fim de dimensionar pontos fortes e fracos e receber sugestões. Dessa forma, é possível criar um canal de relacionamento e estar em constante aperfeiçoamento.

Ações Recomendadas

Capacite-se. Além de conhecer a história da sua região, é preciso habilidade para lidar com o público e estar apto para comunicar-se em outros idiomas.

Identifique quais são seus fornecedores diretos e indiretos – museus, restaurantes, lo­jas de lembranças – e tente formalizar parcerias, permitindo que seus clientes ganhem desconto ao consumir nesses estabelecimentos. Em contrapartida, você viabiliza a propaganda e a inclusão do estabelecimento na rota do seu passeio.

Elabore materiais sobre a história da sua cidade. A pesquisa realizada para a elaboração do roteiro pode virar um folder com as principais curiosidades do passeio, incluindo um mapa da cidade e da rota. Seja criativo e valorize o seu roteiro.

Idealize outros roteiros para períodos sazonais. Altas e baixas temporadas são fatores determinantes nos preços dos produtos turísticos, por isso, em alguns períodos seu roteiro pode sofrer com baixa procura.

Descubra lugares pouco explorados e verifique se há público interessado nessas áreas.

Fonte: Sebrae Inteligência Setorial

 

facebook-profile-picture
Antonio Moreno
"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem" Consultoria e Assessoria. CEO do Grupo Tradeclube Soluções. E-mail: antonio@tradeclubenetwork.com WhatsApp: 55-21-98117-2011
http://www.tradeclubenetwork.com

One thought on “Turismo Histórico

Deixe uma resposta

Top